Padrão

Caminho Francês de Santiago de Compostela – 9ª Etapa

16 de agosto de 2018

No Caminho Francês de Santiago de Compostela

9ª Etapa 

Sahagún / Bercianos del Real Camino / El Burgo Ranero / Reliegos / Mansilla de Las Mulas / Villamoros de Mansilla / Puente Villarente / Arcahueja / León

Total – 69,9 km

Deixei Sahagún atravessando uma ponte de pedra chamada Puente del Canto (“ponte de canções ‘) sobre o rio Cea, construída em 1085, por ordem de D. Alfonso. e logo teve iniciou uma estrada apedregulhada, que seguiu reta e sempre à beira da rodovia.

 

Passei por Berciano del Real Camino e depois por El Burgo del Ranero e, na sequência, Reliegos, uma pequena vila com menos de 500 habitantes que vivem, grande maioria, da agricultura. A igreja Paroquial é dedicada a São Cornélio e Cipriano.

Cheguei a Mandilla de Las Mulas localizada às margens do Rio Esla. De origem romana, foi um importante centro comercial da área. Entrei na cidade pela Porta del Castillo, que é a entrada do Caminho Francês, e onde está localizado o  monumento ao peregrino.

Logo cheguei a Léon. Foi o dia mais tranquilo de todo o caminho – muito fácil fazer o percurso de quase 57 quilômetros que liga Sahágun à León. Não houve quase nenhum aumento de nível no percurso.

Fiquei impressionada com a beleza da Praça da Catedral.

León é uma cidade que surgiu a partir do acampamento romano da Legião VII Gemina. Até mesmo o “El Codex Calixtinus” descreve León como uma “cidade cheia de todos os tipos de bens”.

Fiquei hospedada no Hostal Leon, ao lado da praça. Perfeito!

A Catedral de León, uma obra-prima do estilo gótico espanhol, projetada por arquitetos franceses no século XIII.Um belo exemplo de arquitetura gótica clássica. Suas janelas longas e gloriosas são deslumbrantes à luz do sol.

Foi em Leon que conheci Òscar Jiménez, um jovem espanhol com uma historia de vida incrível. Em 2012 foi vítima de um erro médico que o colocou em uma cadeira de roda. Com um amigo, estavam percorrendo de bike e hanbike o Caminho de Santiago. Ele é autor do livro “Impossible”. Foi fantástico conversar com ele.

Visitei a Real Colegiata de San Isidoro, um dos monumentos românicos mais destacados de toda a Espanha. Foi declarado Monumento Histórico em 1910.

O mosteiro de São Marcos, cuja construção iniciou-se em 1513, foi sede da Ordem. Seus cavaleiros tinham a missão de cuidar do Caminho de Santiago e defender os viajantes.

Hoje é um belíssimo hotel. Um museu vivo de salões senhoriais, com um Claustro e uma Sala Capitular espetaculares, amplos e elegantes quartos, biblioteca e um magnífico restaurante que oferece uma cuidada gastronomia tradicional.

clique aqui 10ª Etapa

 

You Might Also Like

No Comments

Leave a Reply

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.