Balestrand Glaciar Bøyabreen Jostedalsbreen Museu Glaciar Noruega

Fjaerland ,Museu Glaciar e o Bøyabreen, um braço do Glaciar Jostedalen

20 de setembro de 2009

Ainda em Balestrand…

Logo depois do café da manhã, seguimos direto para o Centro de Informação Turística, em busca de algum passeio. Descobrimos que, ainda pela amanhã, sairia um ferryboat para um minicruzeiro de uma hora, através do fiorde até Fjaerland, com visita ao Museu Glaciar e ao Bøyabreen, um braço do Glaciar Jostedalen. Era o único passeio do dia, foi muita sorte.
Saímos do porto às 10h; nosso capitão era muito simpático e seu filhinho, que o acompanhava, era uma atração à parte. Um garoto de 4 anos, lindo, simpático e um anfitrião de primeira – todos no barco ficaram apaixonados por ele.
O caminho percorrido, mais uma vez enchia os olhos e lavava a alma. O maior fascínio da Noruega está, inegavelmente, na beleza natural. Uma beleza inspiradora, tanto que nosso amigo não resistiu , tomou emprestado o microfone do nosso capitão, e cantou com a alma – Garota de Ipanema; as pessoas, no início não entenderam o que acontecia, mas logo um silêncio se estabeleceu ali e todos curtiram – nosso amigo foi um sucesso.
Sul da França de bike
Sul da França de bike
Sul da França de bikeSul da França de bike
Sul da França de bikeSul da França de bike
Sul da França de bike
Sul da França de bike

O barco chegou a uma outra minúscula cidade. Um ônibus nos esperava; de lá fomos para o Museu Glaciar.O Museu do Glaciar é um museu interativo. Resultado de uma colaboração entre várias instituições norueguesas, que têm como objetivo reunir e disseminar conhecimento sobre as geleiras e sua relação com as mudanças climáticas.

Sul da França de bike

Sul da França de bike
Sul da França de bikeSul da França de bikeSul da França de bike

Lá aprendemos sobre a neve, gelo e glaciares. Já na entrada, fomos orientados a entrar em uma sala: um magnífico filme de Jostedalsbreen e sobre mudanças climáticas nos foi apresentado. Encontramos também respostas a algumas perguntas como: por que, na geleira, o gelo é azul e, por que o fiorde é verde.
O museu ganhou vários prêmios por suas exposições interativas. Aprendemos ali um pouco sobre a vida no interior das geleiras
O museu ganhou também vários prêmios arquitetônicos. Do telhado do edifício descortinam-se excelentes vistas para a glaciar Bøyabreen.

Sul da França de bike

Sul da França de bike

Sul da França de bike

Continuamos de ônibus até Bøyabreen, um braço do Glaciar Jostedalen, no Jostedalen Parque Nacional. Não esperava ver um lugar como aquele. Impressionante, toda aquela quantidade de gelo azul, branco e cinzento (quando sujo pelos sedimentos arrastados), que vai escorrendo, pingando, devagar, aumentando, pouco a pouco, o caudal do fiorde. Foi mágico, beber daquela água. Pois,é não resistimos, tocamos nela e a experimentamos.
Pode-se ver o Bøyabreen de vários ângulos da estreita faixa da estrada principal em Fjærland, ou admirá-lo a partir da Brevasshytta cafeteria, ainda mais perto do gelo. Na Brevasshytta cafetaria, as grandes janelas proporcionam uma vista espetacular das geleiras. Paramos lá para uma cerveja. Seguimos de ônibus até nosso barco – hora de voltar.

Sul da França de bikeSul da França de bike

Sul da França de bike Sul da França de bike

Sul da França de bike

Sul da França de bike

Quando achamos que já tínhamos visto tudo que o dia tinha reservado para nós, aparecem as gaivotas. Elas simplesmente nos acompanhavam tão de perto que vinham comer em nossas mãos. Perfeito!
Chegamos a Balestrand já no início da noite, ainda tivemos o privilégio de ouvir um dos grupos de corais que estavam se apresentando à beira do Sognefjorden. Mágico!
Encerramos o dia em um restaurante charmoso, próximo ao hotel. Com sopa de peixe e vinho local.

Sul da França de bike

Sul da França de bike

Sul da França de bike

Sul da França de bike

Sul da França de bike

No dia seguinte embarcamos para Bergen.

You Might Also Like

1 Comment

  • Reply javier 10 de agosto de 2010 at 18:46

    Gostei muito do articulo.
    Obrigado pela informação.

  • Leave a Reply