Herculano Italia Sítio Arqueológico Vesuvio

Herculano (Ercolano)

9 de dezembro de 2009

Herculano foi, assim como Pompeia, destruído pela erupção do Vesúvio. Na entrada do Sitio Arqueológico é fornecido gratuitamente um mapa do local.Com o mapa na mão, passamos a explorar o lugar. A zona arqueológica de Herculano é bem menor que a de Pompeia. Os edifícios encontram-se em melhor estado de conservação que os de Pompeia, principalmente as partes em madeira. Existem casas com andares superiores e tetos conservados.

Sul da França de bike

Sul da França de bikeSul da França de bike
O local estava especialmente lindo, devido à primavera: as papoulas vermelhas, em meio às ruínas, davam um contraste especial. Em menos de duas horas visitamos toda as ruínas – as mais interessantes : a Casa dell’ Átrio, cujo piso de mosaico está bem preservado; a Casa Sannitica , moradia mais simples dos sanitas, a tribo itálica local que foi absorvida pelos romanos; a Casa del Tramezzo Carbonizzato – casa de Tabique Queimado; a Casa dei Cervi, a mais suntuosa de todas; a Casa del Mosaico de Netuno e Anfitrite, com notável e impressionante mosaico azul e verde que a adorna e a Casa del Bicentenários. Entre os edifícios públicos, destacam-se as termas – casas de banhos divididas em dois setores: masculino e feminino. O masculino, com água fria, morna e quente e o feminino, com apenas água quente e morna.

Sul da França de bikeSul da França de bike
Sul da França de bikeSul da França de bike
Sul da França de bikeSul da França de bike
Como chegamos cedo, deu para aproveitar bem o passeio e ainda sair cedo de Herculano. Rumamos para o Vesúvio, ao lado de Herculano. Saímos de Herculano e seguimos as placas de indicação: subimos mais de mil metros até chegar ao local onde deveríamos deixar o carro e seguir a pé. Da estrada era possível ver a baía de Nápoles, inesquecível.

Sul da França de bike

Do local onde deixamos o carro até bem próximo à cratera seria uma caminhada de meia hora. Parecia fácil – mas subíamos, subíamos e subíamos. Sentíamos que não chegaríamos nunca. Logo no início da subida, um casal idoso nos ofereceu um cajado – uma boa idéia: ajuda! Na volta foi só devolvê-lo e deixar uma gorjeta.

Sul da França de bikeSul da França de bike

Sul da França de bike

Muito interessante para quem nunca tinha visto um vulcão, mas a visita é um tanto cansativa.
Depois de visitarmos Herculano e o Vesúvio, olhamos no relógio: ainda eram só duas horas da tarde. O dia tinha sido bem produtivo; então passamos por Herculano, fomos ao supermercado, fizemos nosso piquenique e estudamos o guia. Tínhamos duas opções: seguir para Salerno, que era nosso destino final, pois teríamos que devolver o carro, ou aproveitar um pouco mais a diária do carro e explorar outro lugar. Decidimos explorar outro lugar. O guia indicava Pesto (Paestum)…

You Might Also Like

No Comments

Leave a Reply