Caminho Francês de Santiago de Compostela –  13ª Etapa

//Caminho Francês de Santiago de Compostela –  13ª Etapa

Caminho Francês de Santiago de Compostela –  13ª Etapa

No Caminho Francês de Santiago de Compostela

 13ª Etapa

Liñares / Hospital da Condesa / Alto do Poio / Fonfría / Viduedo / Fillobal / Triacastela / San Cristovo do Real / Renche / San Martiño do Real / Samos / Aguiada / San Mamede do Camino / Sarria / Vilei / Barbadelo / Rente / Mercado da Serra / Peruscallo / Cortiñas / Brea / Morgade / Ferreiros / Mercadoiro / Moutras / Parrocha / Vilachá / Portomarín

Total -65,1km

Um amanhecer de encher os olhos e lavar a alma!!! Já tinha esquecido todos os peregues do dia anterior. Renovada e animada, segui pedalando.

Depois de muito subir novamente cheguei ao Alto do Poio. O ponto mais alto do Caminho Francês, 1335 metros após o Roncesvalles. No alto, uma homenagem aos peregrinos – uma grande escultura de um peregrino avançando contra o vento, obra do escultor galego José Maria Acuña.

Segui viagem e passei por Fonfría e Viduedo. Nesta altura da etapa, só descí – uma parte linda do caminho, com visual maravilhoso. Viduedo já estava perto de Triacastela.

Triacastela tem origem latina, significa “três castelos”, tendo a cidade crescido ao redor de um mosteiro fortificado, dedicado a São Pedro e São Paulo, construído no século IX, nas encostas do monte Seiro, pelo conde Gatón, de El Bierzo. No entanto, hoje não existe mais nenhuma dessas construções antigas.

Na entrada do povoado há uma castanheira, com 800 anos.  Uma placa traz as informações: ela possui um perímetro de 8,5m e diâmetro de 2,7m. Linda!!! Nunca havia visto nada igual.

No povoado, existe uma importante bifurcação do Caminho, e eu tinha que decidir se ia pelas trilhas que passam pelo monastério de Samos, ou se seguia pelo roteiro que passa por San Xil, desembocando ambos na cidade de Sarria. Vi uns ciclistas espanhóis seguindo por San Xil e então resolvi acompanhá-los.

No caminho encontrei a “Fuente dos Lameiros”, uma fonte cristalina, situada num local estilizado; parei para me refrescar e hidratar, antes de prosseguir em frente.

E logo passei por San Xil, minúsculo pueblo, que contém algumas casas disseminadas, e nada tem a oferecer.

Prossegui ainda subindo até atingir, finalmente, o Alto de Riocabo, situado a 900 m de altura, o ponto de maior altimetria dessa etapa.

Dali, eu tinha uma visão ampla de inúmeros bosques e serras, tudo impecavelmente verde, em diversas tonalidades. Na sequência, continuei descendo, mas sempre entre matas nativas.

Nesse trecho encontrei uma habitação “zen” em umas ruínas, onde dois jovens decidiram morar. Um tcheco e outro britânico. Eles recebem as pessoas que passam por ali, oferecem frutas, sucos e água em troca de donativos. Parei um pouco, e foi interessante!

Cheguei a Sarria,

seguindo por sua avenida principal. Fundada pelo último rei de Leão, Afonso IX, que morreu ali em 1230 na sua peregrinação a Santiago. É a maior cidade da Galiza no Caminho Francês, exceto Santiago de Compostela. Muitos começam o caminho em Sarria. Como para se obter a compostela, basta caminhar 100 km , é uma boa opção para aqueles que não querem ou não podem fazer mais do que isso.

Esse fato de que a Compostela é concedida para quem caminha pelo menos os últimos 100 quilômetros, torna a cidade um ponto de partida bastante popular. Na verdade, mais de um terço de todos os peregrinos a pé no Caminho Francês iniciam sua peregrinação ali. Muito diferente de Saint-Jean-Pied-de-Port, onde somente 8% começam sua peregrinação.

Segui passando por Vilei e depois Barbadelo. Barbadelo era originalmente parte de um mosteiro, compartilhada por monges e freiras. O prédio não existe mais, mas, em torno de 1009 a igreja foi construída como parte do mosteiro. Esta igreja, dedicada a Santiago, ainda pode ser visitada.

As próximas cidades foram: Rente, Mercado da Serra, Peruscallos, Cortiñas, Brea, Morgade e Ferreiros. Até chegar  a Portomarín, meu destino final para essa etapa. Fiquei hospedada no Hostal Meson do Loyo.

clique aqui  14ª Etapa

2018-11-14T17:14:50+00:00

About the Author:

Leave A Comment

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.