No caminho Frances de santiago de Compostela 

4 ª Etapa 

Estella/ Ayegui / Irache/ Azqueta/ Villamayor/ Los Arcos / Sansol / Torres del Río / Viana / Logroño .

Total – 55,8Km

Logo depois de deixar Estella, passei por Ayegui ; alguns quilômetros depois, encontrei um pequeno lugar chamado Irache. Além de seu belo mosteiro, outra atração muito visitada é a Fonte do Vinho, que fornece vinho tinto e água para os peregrinos desde 1991. Para ser sincera, eu não curti. Parece muito mais uma sacada de marketing do que outra coisa. Em frente à fonte fica o Monastério de Santa Maria de La Real de Irache.

Em Azqueta, fui à procura do senhor Pablito (havia lido a respeito dele), que doa cajados de avelãs e é uma figura ilustre do caminho. Mas não tive o prazer de conhecê-lo.

No caminho literalmente não tem como passar fome ou sede. Quando não tem um povoado, tem um bar “móvel” !!!

Saindo de Azqueta, enfrentei uma subida forte até Villamayor; depois o caminho começa a ficar plano, logo chego a Los Arcos, uma vila de origem romana, possivelmente, surgida a partir do cruzamento de caminhos na fronteira entre Castela e Navarra.

O destaque em Los Arcos é a magnífica Igreja de Santa Maria, ricamente decorada: com os numerosos retábulos dourados cheios de imagens, constitui uma das mais incríveis expressão do barroco Navarro, de grande riqueza e magnificência. Maravilhosa!!!!

O dia continuava belo, o céu azul, a temperatura agradável. Segui passando por Sansol e depois Torres del Rio, chegando mais tarde a Viana – a última localidade de Navarra. Sancho VII fundou-a na fronteira com Castela, com finalidades defensivas – evidentemente, cercada por paredes.

Cheguei ao meu destino – Logroño.

Entrando na cidade, atravessei uma grande ponte de pedra sobre o rio Ebro. Ao longo da história, essa cidade e a ponte em si tiveram uma grande importância estratégica, por ser a única passagem sobre o rio Ebro por um longo tempo. O fato de que o Caminho de Santiago atravessa a cidade acrescentou muito para o seu desenvolvimento nos tempos medievais.

Logroño é a capital da região autônoma de La Rioja, a menor de todas as dezessete que compõem a Espanha.

A localização perfeita do Hostal Entresueños onde me hospedei permitiu que eu explorasse a cidade.

 A catedral de Santa María de la Redonda, belíssima! Foi mencionada pela primeira vez no século XII. Reconstruída no século XVI, as duas torres (Las Gemelas = as gêmeas) foram adicionadas no século XVIII. Ela abriga a pintura de Michelangelo Buonarotti, a Crucificação.

Mais um dia vencido!!!!

clique aqui 5ª Etapa